Quanto Vale o ERP da Sua Empresa?




Cada empresa tem um determinado conjunto de características estratégicas, táticas e operacionais que a torna única no mercado, gerando necessidades igualmente únicas de processos de negócio, e cabe aos ERP sustentar as operações dela, de tal forma que as viabilize encontrar caminhos otimizados de trabalho e mantendo possibilidades de realizar rápidas adequações futuras nas suas metodologias.

Com base no que descrevi acima, posso afirmar, sem sombras de dúvida, que os ERP são essenciais para qualquer empresa, da mesma forma que é essencial termos água e energia elétrica nas nossas vidas.

Tire o ERP de uma empresa que o está operando de forma madura e logo será percebido a sua importância nos negócios. Mas, nas condições normais do dia a dia, a maioria das pessoas não consegue perceber o seu valor… da mesma forma que só damos o devido valor a água e a energia elétrica quando ficamos sem elas.

Quanto Vale o ERP da Sua Empresa

De uma forma mais ou menos intensa, os ERP de mercado agregam valor em:

01) Processos de Tomada de Decisão:
Fornecendo meios para que todas as pessoas, em todos os níveis da empresa, tenham acesso às informações relevantes padronizadas e controladas, alimentando processos definidos de tomadas de decisão coerente com o perfil da empresa.
Quanto Vale para a sua empresa ter processos de tomadas de decisão feitos com informações confiáveis, e com metodologias geradas a partir das melhores práticas do mercado?
Exemplo: Depois que uma indústria de máquinas e equipamentos implantou um ERP, os gestores conseguiram perceber melhor os seus padrões de entrega e tomaram a decisão de trocar o seu serviço interno de transporte por empresas terceirizadas, gerando uma economia anual de 35% dos custos, mais agilidade nas entregas e redução significativa na pressão gerencial da entrega dos pedidos.

02) Informações Operacionais com Mais Qualidade:
Muitos ERP de mercado têm vários pontos de controle da qualidade da informação captada, fluxos de verificação de potenciais disparidades e ainda meios de organização da informação que apoiam aos usuários do sistema em eventuais ajustes das informações.
Quanto Vale para a sua empresa ter mais segurança quanto a qualidade das informações trabalhadas no sistema?
Exemplo: Uma indústria farmacêutica depois que implantou o ERP conseguiu resolver um problema sério de inconsistência de dados nas Ordens de Produção. A empresa já havia passado pela inspeção da Vigilância Sanitária e estava correndo o risco de ser interditada por isso.

03) Integração das Equipes de Trabalho:
Com a implantação do ERP as pessoas começam a enxergar o que acontece “depois da sua porta”, elas percebem os impactos dos erros e das procrastinações do seu trabalho nos dos outros e vice e versa. Com isso gargalos são mais facilmente identificados e processos são otimizados, sem contar que cada colaborador vê mais sentido e valor do trabalho que executa, melhorando o clima da empresa.
Quanto Vale para a sua empresa a possibilidade constante de otimização dos processos e de ter pessoas mais entusiasmadas com o trabalho?
Exemplo: Uma empresa de Serviços Técnicos focada em combos domésticos (TV+Internet+Telefonia) depois que implantou o seu ERP, conseguiu integrar com mais facilidade as equipes de campo, que tem técnicos com várias especialidades e que em alguns atendimentos precisam trabalhar em conjunto. Tudo que acontecia ficava mais claro e a equipe começou a buscar uma operação mais harmoniosa.

04) Aumento da Produtividade Operacional:
Ter um ERP operante, mesmo que não sendo tão adequado como deveria, é mais produtivo que trabalhar manualmente, mas ter o ERP ideal bem implantado, faz com que a empresa tenha ganhos expressivos de produtividade no seu dia a dia. Às vezes essa produtividade extra fica mais perceptível quando o volume transacional aumenta significativamente.
Quanto Vale ter ganhos permanentes expressivos de produtividade em toda a sua operação?
Exemplo: Uma empresa fabricante e distribuidora de cosmético que utilizava um ERP com tecnologia antiga, trocou as suas operações por um ERP atual baseado na internet. Com isso a sua emissão de 5.000 NFe/dia ficou otimizada, reduzindo 2 funcionários desta operação, além de estar mais preparada para novos aumentos de carga de trabalho nesta área.

05) Aumento da Agilidade Operacional:
Além de fazer as operações de forma mais rápida, muitos ERP costumam ter meios dinâmicos para ajustar as atividades conforme o cenário do momento vai alterando, gerando uma agilidade operacional que pode ser um fator muito significativo para a competitividade da empresa.
Quanto Vale ter as suas operações trabalhando de forma ágil?
Exemplo: Uma empresa de Serviços Técnicos de Inspeção da Qualidade implantou um ERP com muitos recursos dinâmicos de planejamento e programação de Ordens de Serviço, reduzindo com isso em 50% o tempo médio de espera por inspeção que os clientes tinham, além de reduzir as despesas de logística e de disponibilidade dos profissionais (que têm altos custos) em 20%.

06) Redução dos Riscos Operacionais:
Quase todos os negócios hoje em dia vive com alto volume de riscos operacionais, e com impactos cada vez maiores. Quando falamos de riscos fiscais fica fácil perceber isso, mas também encontramos inúmeros riscos relacionados ao pessoal, clientes, ativos, reputação da empresa, entre outros. Os ERP conseguem eliminar ou mitigar uma quantidade razoável desses riscos.
Quanto Vale ter menos riscos nas suas operações?
Exemplo: Uma empresa distribuidora de ferramentas e utensílios, com presença nacional, já tinha tomado várias multas pela Receita Federal por falhas nas obrigações fiscais, totalizando mais de R$1 milhão com isso, e depois de implantar o ERP novo não tomou mais nenhuma multa.

07) Acesso às Melhores Práticas do Mercado:
Os ERP de mercado trazem embarcado no sistema um conjunto de processos e formas para tratar as regras de negócio de uma empresa que costumam ser frutos de estudos e de experiências no mercado. Muitas das vezes as empresas usuárias do ERP conseguem com isso a pensar em formas de trabalhar bem diferentes do que eles estão acostumados e com isso passam a atingir resultados operacionais muito melhores do que eles imaginavam inicialmente.
Quanto Vale ter acesso a conhecimentos de processos considerados como melhores práticas do mercado e a uma plataforma que viabilize usá-los?
Exemplo: Uma empresa de Serviço de Telefonia implantou um ERP e percebeu que o sistema tinha embarcado nele possibilidades de trabalho com os processos de Crédito e Cobrança que eles não haviam pensado, e o novo processo reduziu em 10% todo o custo operacional de mão de obra desta área, além de melhorar em 8% a eficácia da cobrança.

Além de todos os pontos discutidos acima, muitas empresas encontram outros valores no seu ERP, tais como: aumento no valor das ações da empresa por usar um ERP renomado, menos tensão no clima da empresa porque os processos estão sob controle, mais atratividade de bons colaboradores por usar um ERP interessante, melhora no relacionamento com os clientes quando operam em B2B (venda entre empresas), entre outros.

Os projetos de ERP, em todo o seu ciclo, ainda tem a necessidade de investimentos significativos, mas certamente, quando se tem o ERP certo para a sua empresa e o mesmo está operando adequadamente, os benefícios superam em dezenas, centenas ou até milhares de vezes, todo e qualquer investimento feito.

Quanto vale o ERP da sua empresa? Pense nisso.

Mãos e Mentes à Obra!!!


Mauro Oliveira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Falando Sobre... ERP Desenvolvido Sob Encomenda

Falando Sobre... ROI dos ERP

Falando Sobre... Fluxo de Caixa e os ERP