CAFÉ COM ERP: Escreva Um Livro, Plante Uma Árvore, Tenha Um Filho... E Implante Um ERP




Qual é o sentido da vida? Essa pergunta sempre consumiu muito tempo e energia da maior parte das pessoas em todos os tempos da humanidade, e existe uma linha de pensamento que fala que a vida só passa a ter sentido se deixarmos mensagens significativas para as pessoas (escreva um livro), se retribuirmos ao mundo a permissão dada para passearmos por aqui (plante uma árvore) e se deixarmos uma continuidade da nossa existência (tenha um filho)... eu apenas quero complementar essa visão com a idéia de que devemos passar por momentos únicos de superação... podia ser qualquer coisa significativa para exemplificar isso, mas cá entre nós, implantar um ERP é um belo exemplo.

Momentos únicos de superação! Para quem já participou de um projeto de ERP tem uma idéia do que eu quero dizer, agora, quem participou de projetos de ERP bem sucedidos, mesmo com restrições extremas de recursos, com altos riscos e/ou com muita complexidade técnica-administrativa sabe muito bem o que estou dizendo.

Muitos projetos de implantação de ERP naufragam devido à falta de percepção das pessoas envolvidas (inclusive do fornecedor do ERP) de que todos vão precisar reinventar as operações e a gestão da empresa contratante, num trabalho colaborativo em equipes montadas em condições muitas das vezes longe da ideal e tendo que lidar com inúmeras restrições e necessidades combinadas... estamos falando aqui em dar ao projeto a atenção e o respeito apropriado.

Implantar um ERP é “trocar o motor do avião em pleno vôo”, aceite isso.  Excetuando raros casos, durante a implantação do sistema você vai precisar garantir os resultados do negócio, mesmo tendo pessoas se sentindo desconfortáveis com as mudanças geradas e sendo forçado a realizar todo o trabalho preferencialmente sem aumentar muito (sempre aumenta um pouco) os custos de pessoal. Nesse caso, estou falando dos desejos do gestor da empresa e não o bom senso que as técnicas de gestão de projetos nos ensinam.

A SUPERAÇÃO está em:

=> Lidar com poucos recursos para atender as expectativas/necessidades de prazo: nos dias de hoje e em projetos de ERP em condições normais, as empresas têm a expectativa de realizar a implantação entre 4 e 12 meses... não dá para ser mais do que isso, mesmo numa média empresa, mas os gestores das empresas atrasam a liberação de investimentos necessários de infraestrutura, não disponibilizam pessoal suficiente e nem colocam o projeto como a principal Iniciativa Estratégica da empresa no momento. SOLUÇÃO: haja profissionalmente sobre as restrições deixando claro o que é possível ser feito.

=> Lidar com pessoas resistentes... e com toda a sua estrutura político-operativa erguida para continuarem a ser resistentes: os “intocáveis” sabem que são “intocáveis” e usam isso, outros fazem o que precisa ser feito mas num ritmo lento e outros plantam dificuldades para vender facilidades, desde que a “venda” lhes forneça reconhecimento e que ocorra quando eles acharem apropriados. SOLUÇÃO: trazer as pessoas para o seu lado no projeto ou encontre uma força maior capaz de mudar isso... mas faça rápido.

=> Lidar com uma composição acentuada de complexidade e de riscos (num ambiente nem sempre favorável): implantar uma ferramenta de MRPII numa produção complexa e que nunca teve algum recurso como esse; implantar o gerenciamento de custo pelo modelo ABC numa empresa sem a cultura de registrar as ações de forma apurada; implantar o SPED Contábil e o SPED Fiscal numa empresa cuja a história sempre foi calçada na desordem contábil e na sonegação fiscal... nenhum desses casos é fácil, mas acontecem o tempo todo. SOLUÇÃO: Conhecimento Apropriado + Técnicas de Gestão de Projetos + Muita Energia!!

Sei que existem muitas pessoas traumatizadas com projetos fracassados de ERP, existe uma áurea de frustração no ar e muitos simplesmente acreditam que seja impossível conseguir ótimos resultados em projetos como esse e ficam felizes com resultados medianos.

Existem técnicas apropriadas para gerenciamento de projetos, existem competências que podem ser desenvolvidas para isso e existe sempre a possibilidade do bom-senso se unir com a vontade para movimentar tais projetos... É um DESAFIO que dá para ser vencido.

Análise 01: faça uma análise crítica sem filtros e verifique se você tem a estrutura necessária para lidar com o desafio da Implantação do ERP. Você tem condições de fazer isso? É muito importante ter consciência das limitações e trabalhar preventivamente nos limites e nos riscos que a sua empresa não quer passar.

Análise 02: Você tem processos para orientar e garantir que os seus clientes vão entender e utilizar estruturas apropriadas para a Implantação do ERP? Se não tem, porque não investir nisso? Certamente será uma vantagem competitiva muito interessante para a sua empresa.

Mãos e mentes à Obra!!!


Mauro Oliveira
mauro.oliveira@espacoerp.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Falando Sobre... ROI dos ERP

Falando Sobre... ERP Desenvolvido Sob Encomenda

Falando Sobre... Fluxo de Caixa e os ERP