ERP EM GOTAS: Quem paga essa conta?

Se um produto qualquer tem algum problema e gera danos, você tem direito a ser indenizado por isso, certo?!?! E quando esse produto é um ERP, como isso ocorre? Certamente você tem direito também, mas é extremamente difícil quantificar o real tamanho do impacto das falhas do sistema nas suas operações. Impactos diretos como falhas no cálculo de folha de pagamento e no recolhimento dos impostos você consegue prever, mas os impactos das falhas nos cálculos de custeio, no planejamento de produção, de segurança do produto, de bugs nos serviços de entregas, no processamento das vendas, entre outros, geram danos maiores do que os valores financeiros diretos, afetam a competitividade e a imagem da empresa em proporções que, em muitos casos, ficam difíceis de serem previstos. Além disso, existem softhouses que tentam esconder as suas obrigações através de cláusulas contratuais, sem contar que a nossa justiça, mesmo com as atuais evoluções, ainda não colabora muito... Fique atento a todos os detalhes!!!

Palavras-chave: Contrato de ERP, Gestão de Riscos, Direito do Consumidor

Pontos de Aprendizado:

Fornecedor de ERP
a) Reavalie os seus contratos padrões com os clientes e veja se você está ofertando uma proposta justa em relação à reparação de eventuais danos aos processos dos seus clientes provocados por falhas do seu ERP ou dos seus serviços.

Cliente de ERP (em Seleção)
a) O seu processo de avaliação dos potenciais fornecedores de ERP para a sua empresa tem pontos relacionados às reparações que eles terão que ter caso os seus produtos e/ou serviços causarem danos as suas operações?

Cliente de ERP (em Implantação/Reimplantação)
a) Reavalie a forma como você registra o processo para garantir estar devidamente documentado caso tenha que cobrar eventuais danos causados pelos produtos e serviços do seu fornecedor de ERP durante o projeto.

Cliente de ERP (em Pós-implantação)
a) Garanta um processo de comunicação adequado dos usuários sobre os danos gerados por falhas no sistema ou dos serviços da softhouse/integradora do seu ERP.

b) Reveja o contrato de manutenção e de suporte e proponha mudanças que possam garantir uma melhor cobertura sua de eventuais falhas nos sistemas/ serviços da sua softhouse/integradora de ERP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Falando Sobre... Tesouraria e os ERP

Falando Sobre... Fluxo de Caixa e os ERP

ERP EM GOTAS: Desenvolver ERP sob encomenda é para poucos