CAFÉ COM ERP: Não sei por que as coisas não estão funcionando bem por aqui


Você fez o seu dever de casa: analisou bem as suas necessidades, pesquisou no mercado os melhores fornecedores de ERP disponíveis para atender a sua empresa levando em conta a complexidade do seu negócio, tamanho e localização, fez todo o possível para fazer uma boa implantação e no final parece que as coisas pioraram ou não melhoraram tanto quanto você gostaria.

Seja bem-vindo a um grupo significativo das empresas do Brasil.

Apesar de estarem fazendo o seu melhor, muitos ainda não conseguem entender a complexidade de um projeto como esse e todos os investimentos necessários, tanto na implantação quanto na perpetuação do sistema.... mas com um pouco de conhecimento no assunto o complexo fica menos complexo (infelizmente nunca fica simples) e os investimentos são melhores orientados. Vamos falar um pouco sobre isso.

Tudo começa na escolha. Escolher bem é fundamental e tem muitas variáveis envolvidas, e certamente a composição de benefícios com investimentos necessário pesam. Muitos cometem o grande erro de tentar nivelar os fornecedores pelas funcionalidades básicas que precisam e depois criar uma guerra de preços entre eles.

A sua equação deve ser:
Funcionalidades + Tecnologia + Serviços + Relacionamento = Investimento no ERP + Investimento em Infraestrutura + Investimento em Pessoal + Investimento em Perpetuação.

Depois passamos para a implantação.... o que causa arrepios em muita gente.... pois nesse momento o “piano é tocado a quatro mãos” e as “mãos” não são tão harmonizadas assim.

Assuma a responsabilidade do projeto, ele é seu e não da softhouse. Defina o que quer e como quer e depois concilie as suas definições com os seus recursos disponíveis, levando em consideração que normalmente você vai ter que fazer o projeto mantendo as operações da sua empresa em atividade e sabendo que, muito provavelmente, irá encontrar resistências das pessoas e dificuldades operativas no caminho… sabotagens internas, problemas com infraestrutura, informações inadequadas e muita falta de experiência e de conhecimento conceitual são os principais problemas encontrados, tanto na empresa, quanto na softhouse.

Na pós-implantação, onde deveria ser um momento de ajuste e de aumento constante de maturidade de uso do ERP, as empresas caem no erro de não mais alocarem energias para manter um ciclo virtuoso de crescimento e ficam presas a somente “apagar incêndios”. Muitas das vezes toda a responsabilidade fica a cargo de um pobre coitado na informática da empresa e os usuários se eximem das ações e consequências envolvidas.

Resumindo, se você leu essa postagem e ainda não sabe o porquê de não conseguir ter bons resultados por aqui, leia de novo com calma e peça ajuda às pessoas com mais experiências nisso.... afinal, entender o problema é o maior dos problemas nas operações de ERP.


ANÁLISE 01: o projeto de ERP é um “piano tocado a quatro mãos”, e ter os
resultados deficitários no projeto passa por um potencial conjunto
de falhas com todos os envolvidos. Liste essas falhas potenciais e veja, de
acordo com o seu papel, quais ações estão no seu círculo de influência
(área onde você pode executar, coordenar ou influenciar para que algo
aconteça) e instrua os outros participantes do projeto a fazerem o mesmo.

ANÁLISE 02: qual é a sua atual situação em relação ao projeto de ERP
(exemplos: estou no meio do processo de seleção, estou iniciando o pré-
projeto, estou com 30% do projeto realizado, estou iniciando a pós-implantação, etc.)? Agora analise, dentro do modelo de trabalho que você considere como correto para projetos de ERP e veja o quanto você perdeu até o momento devido a falhas suas. Consegue fazer esse levantamento? Perdeu muito até agora? Como você
vai se precaver para o restante do projeto?

ANÁLISE 03: “Assuma a responsabilidade do projeto, ele é seu e não da
softhouse.”. Quais são as implicações dessa afirmação? Descreva em detalhes as
implicações e de como vocês vão lidar com elas.

Mãos e mentes à obra!!!


Mauro Oliveira
mauro.oliveira@espacoerp.com.br




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Falando Sobre... Fluxo de Caixa e os ERP

Falando Sobre... Contas a Receber e os ERP

Falando Sobre... ROI dos ERP